top of page

Blog de Marketing

Buscar

Você - ou seus funcionários - usam “benzinho”, “amor”, “gracinha”, "querido(a)”, "meu patrão", ou expressões parecidas quando atendem seus clientes? Saiba que está cometendo erro grave de atendimento.


Falar com clientes usando "pronomes fofos" ainda é muito utilizado por vendedores em atendimentos presenciais, isto é um dos erros mais comuns no atendimento ao cliente e denota falta de conhecimento no básico em vendas. Lembre-se: trabalho não é festa e cliente não é amigo.



Para quebrar o "gelo" muitos vendedores usam essa forma de atendimento, que, além de não ser apropriada, pode causar desconforto, principalmente se vendedor e cliente forem de sexos opostos. Também pode ser vício de linguagem, gíria, portanto - policie-se o tempo todo, pois essa tratativa não é adequada.


Acredito que existam muitos bons vendedores, mas, dificilmente algumas pessoas comprariam algo que não quisesse por causa do discurso do vendedor. Mas o contrário é bem mais fácil de acontecer.


Como fazer então?

Coloque-se ao dispor do cliente:


- bom dia, boa tarde, boa noite, em que posso ajudar?

(essa é a melhor maneira)


- Olá, meu nome é Fulano, posso ajudar o Senhor(a)?

(Chame de Senhor ou Senhora. Caso haja autorização, chame-o como ele(a) preferir).


- Evite aquele “pois não?” ou ainda o pior “o que está procurando?”.

(Oferecer ajuda é sempre melhor que já usar uma negativa com o cliente antes mesmo de começar a vender. Muitos querem comprar, gastar, mas ainda não sabem.)


Dúvidas comuns:


- Perguntar o nome do cliente? NÃO! Nunca tente intimidade com o clientes. Apresente-se mas não queira mais detalhes, empenhe-se em entender o motivo do cliente está em sua loja.


- Se já conheço o cliente, posso trata-lo de forma diferente? Em princípio evite! A abordagem deve ser sempre a mesma, pois, pode ser que o cliente não esteja em um dia bom.


- Estou em atendimento no WhatsApp e chega um cliente, como devo fazer? O cliente presencial quer atendimento, no WhatsApp provavelmente está procurando por preço. Então largue tudo e vá atender o cliente que chegou na loja.


- - - - - - - - -


Tenho uma pergunta: Você seria seu próprio cliente?


Quer mais sobre atendimento ao cliente? Tenho um treinamento presencial com duração de 1h30, para que seus funcionários estejam prontos para atender clientes pós-pandemia.


Entre em contato AQUI.





Lembre-se: Transforme cada atendimento como se fosse o último.


Para "comemorar" o 1º de abril, dia da mentira, reuni algumas mentiras contadas sobre o Marketing Digital.


SEU PERFIL VAI CRESCER ORGANICAMENTE: Nos últimos tempos é quase impossível crescer o perfil nas redes sociais sem investimento em impulsionamento.




BASTA POSTAR E DEIXAR ACONTECER: O diferencial de um bom social media é a sua capacidade analítica. Ver os dados e tomar decisões estratégicas é um dos fatores mais importantes.


CAMPANHAS DE MARKETING DIGITAL SÃO MUITO CARAS: Na realidade, as campanhas produzidas para o meio digital têm custo muito menor que aquelas voltadas para os meios tradicionais, como TV, rádio e outdoors.


NÃO HÁ NECESSIDADE DE CONHECER OS 4 P's: O conhecimento do Composto de Marketing (Produto, Preço, Praça e Promoção) é fundamental para qualquer profissional de Marketing, tradicional ou digital.


MARKETING DIGITAL É SÓ PARA EMPRESAS ONLINE: O Marketing Digital pode ser usado para diferentes objetivos. Você pode usa-lo para ampliar o reconhecimento de sua marca, para fidelizar clientes e para gerar leads.




Se precisa de ajuda com o Marketing Digital entre em contato comigo AQUI.




Uma pergunta básica: você conhece alguma empresa de sucesso que não tem site? Não, né? Ter um site e rede social é o mínimo de presença digital que sua empresa poderia ter na internet.



Todos os profissionais liberais e empresas precisam de site institucional para marcar presença. O site também é a base para outras estratégias no Marketing Digital.


Mas, você me pergunta, por que ter um site se tenho Instagram? Como não existe nenhum gasto para se criar uma rede social, muitos esquecem dele. Em primeiro lugar o Instagram não é seu. Nas últimas semanas temos visto vários perfis serem deletados ou bloqueados pela própria rede, sob a alegação de estarem infringindo as regras. O meu perfil, por exemplo, já foi notificado por ter burlado as regras, e, sabe o que eu fiz?


Apaguei 200 seguidores de uma vez. Recebi uma punição, um castigo de 5 dias, CINCO longos dias sem poder postar, curtir ou fazer qualquer coisa na rede. Democracia, com Zukerberg, nem pensar! Por mais que eu tenha respondido que meu perfil não tinha sido invadido, que estava apenas limpando, ou qualquer outra justificativa, para eles eu estava errado e pronto.


Segunda resposta: o Instagram é "gerenciado" por um algoritmo. Esse tal algoritmo, que você já deve ter ouvido falar, é quem organiza nosso feed. Eles decidem o que devemos, ou não, ver. Essa é a grande pegadinha. Com as linguagens de programação mais novas, é possível saber se você está, por exemplo, vendendo alguma coisa ou anunciando sem impul$ionar a publicação. Por consequência, sua postagem não sai decola e fica nas míseras poucas curtidas.


Terceira resposta: Quando estamos procurando alguma empresa e/ou serviços de maior valor agregado, ou que até mesmo seja de outro estado e precisamos obter maiores informações, a primeira coisa que nos perguntamos é: Qual é o site? Ter um site é quase sinônimo da primeira coisa que você ganha quando tem um: CREDIBILIDADE.


Um site organizado, completo, cheio de informações sobre a empresa, equipe, localização, fotos atualizadas, painel com notícias e portfólio, é tudo o que um novo cliente - aquele que está em dúvida sobre contratar/comprar ou não seus serviços - deseja ver. Isso te dá credibilidade.


Qual profissional/empresa não quer SER ENCONTRADO? Um ponto bastante importante no desenvolvimento de sites, é a configuração, página a página, do SEO. Traduzindo: o "motor de otimização de buscas". Traduzindo novamente, é uma configuração de palavras-chave que ficam "por trás" das páginas do seu site, e, que vai dizer ao Google o que cada uma dessas páginas significam. Dessa forma, seu site ficará mais "encontrável" quando um possível cliente estiver buscando o seu serviço/produto.



Fazer uma ESTRATÉGIA de vendas também é motivo para ter o seu site. Se você está anunciando alguma coisa no meio digital, você tem que apontar o anúncio para algum lugar, certo? E o melhor caminho é apontar para o seu próprio site. Lá estarão as ferramentas para captação de leads, e é fundamental para COMUNICAÇÃO com seus clientes. Como? Com envio de mail marketing.


Se você ainda tem dúvida se precisa ou não de um site, entre em contato comigo AQUI. Eu te mostrarei como é fácil e razoavelmente em conta ter o seu site profissional ou da sua empresa.



---------------------

CarlosAugusto é entusiasta de tecnologia desde que ganhou seu primeiro videogame em 1985, o Odyssey da Philips.






bottom of page